"Deveríamos ser capazes de recusar-nos a viver se o preço da vida é a tortura de seres sensíveis". Gandhí
"Um ser humano é parte do todo, que nós chamamos de Universo, uma parte limitada em tempo e espaço. Ele experiencia a si mesmo, seus pensamentos e sentimentos, e algumas vezes se separa do resto - uma espécie de ilusão ótica de sua consciência. Esta ilusão é uma espécie de prisão para nós, nos restringindo aos nossos desejos pessoais e à nossa afeição pelas poucas pessoas mais próximas a nós. Nossa tarefa precisa ser libertar-nos desta prisão a partir da ampliação do nosso círculo de compaixão para abraçar todas as criaturas vivas e toda a natureza em sua beleza. Ninguém é capaz de alcançar isso completamente, mas a aspiração por tal realização é em si mesma parte da libertação e um fundamento para a tranqüilidade interior.- Albert Einstein (1879-1955), New York Post, 28 November 1972.



Namastê!

Bon Apetit!

5 de agosto de 2010

Hoje eu comi...

Hummm a empolgação rendeu, fiz milhões de coisas ao mesmo tempo, de cupcake a hidratação com abacate e tudo isso sem explodir a cozinha! \o/

Hoje fiz um almoço à la Brasil Nut, o blog da Andréia N. que é fantástico.
Dei uma fuçada por lá e copiei a receita da Fritada de batata e do Hamburguer.
Ai aproveitei as casquinhas da fritada que ficaram na frigideira e misturei com arroz e um pouco de azeite na frigideira. Delícia!

Só tenho duas reclamações! À mim mesma, a propósito.

Primeira: Sal!
Vai ser sem noção pra usar o sal lá na...vocês sabem onde!
Eu quase nunca coloco sal nas minhas receitas (só coloco "sal à gosto" nas minhas receitas para fazer de conta que sou uma cozinheira normal. prontofalei) ou quando coloco é pouquissimo. O problema é que sempre que vou fazer a receita de outra pessoa, onde a medida do sal é fornecida, eu me deixo levar e tenho que comer com um enorme copo de água do lado! E foi o que eu fiz hoje. Lerda!


Segunda: Fritada! ou melhor fritadaS!
Das duas uma: ou elas não vão com a minha cara ou eu sempre espero delas algo que elas não são.
Eu sei é que nossa relação nunca foi das melhores, e vêm se deteriorando a cada tentativa frustrada de prepara-las.
O gosto fica maravilhoso, alias qualquer coisa com batata é supimpa. Mas a consistência....
Afinal fritadas não ficam macias por dentro e por fora com uma casquinha que não gruda na frigideira e nem se separa do resto da bonita?
E na hora de virar? Não é verdade que elas viram bonitinhas sem se auto-destruirem?

Aqui em casa tudo isso é história de pescador, ou elas nunca foram assim e eu quem criei uma imagem idealizada das fritadas! Sei lá!


Fotos? Claro! Equeci a máquina no carro do meu amorzinho (ontem foi aniversário dele! \o/ Ah! Fiz um bolo bem bacana, depois eu post sobre! Parabéns Gordo!), mas sobrou comida e a noite eu tiro e posto aqui tá gente!

Modificações:

Adicionei Presunto vegetal*e molho barbecue no hamburguer e coloquei tomates na fritada.
Também adicionei páprica doce em tudo por que eu adoro e orégano.

Depois faço um post falando só sobre a hidratação caseira de abacate! Por falar nisso, vou tomar um banho já estou horas com esse negócio na cabeça! =S

*O mardito não é vegan! A sorte é que ainda temos tofu defumado! Ufa!

4 comentários:

Julia disse...

Laila, como é o presunto vegetal? O único que conheço (vende em SP, mas não comprei) tem ovo...

:*** Saudades do blog!

Oksana disse...

Ah, eu conheço essa frustração... Às vezes preparo um prato delicioso, mas se a aparência não colabora sempre dá uma tristeza. É um complexo de chef de cuisine... huahahahaha

LaGama disse...

Ju! Comi barriga, obrigada pelo alerta!

O presunto que comprei é da marca goshen...não vai ovo, mas vai soro de leite...só percebi agora ao fazer uma busca pela net...

Acho que eu fiquei tão empolgada e li tão rápido os ingredientes que deixei passar batido!

Que feio!

Vou arrumar o post! Obrigada MESMO pelo alerta! Bjoss!

LaGama disse...

Sim sim Oksana! E bota complexo nisso!

Obrigada pela visita! Bjo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails